domingo, 21 de novembro de 2010

SOS

Não trouxe o verbo... Trouxe a ação! Tanto me interrogava... Agora fica a exclamação!
Ficaram tantas reticências... Tantas aspas. Tentei aparar as "farpas". Em vão!
Emudeci... Ouvi o nada! Sentei com os ausentes... Fizemos uma reunião pra vigiar meus gestos...
Então, rastegei pelo assoalho pra naum cair. Escorreguei pelas escadas tentando naum abrir os olhos e ver que os mesmos quadros estavam pendurados. Com as mesmas pinturas amareladas e apáticas! Não mudaram nada...
Eu tentei por fogo na casa pra ver se algo acontecia! Quemei minhas mãos.
Ninguém pulou ou se feriu... se teve um corpo... foi o dos bombeiros!
Apagaram tudo e quando a fumaça baixou... ficou o de sempre. Até o peixe nem ligava mais...
A única vítima... sou eu!

Um comentário:

beth disse...

finalmente entendi....é o tédio!!!
rsrsrsr...mas esperando por mudanças.Saco cheio das mesmas coisas (eu acho)kkkkkkkkkkkkkkkkk
bjs da louca!!!!