terça-feira, 12 de fevereiro de 2008





Estou de volta! E essa cidade que chove todo dia? Vou ficar "embolorado "! rsrs... Vamos ao post.
Vou registrar a passagem de uma menina muito querida: Andréia... Nossa não nos vemos há anos e quando finalmente marcamos... ela furou! Que coisa feia... rs! Conheci essa figura no colegial. Era a "menina da pedras mágicas"! rs... Calma ae. Andréia era meio esotérica e tal. Usava um lencinho na cabeça, parecia uma ciganinha... estilosa! Nem preciso dizer que ela contagiou todo mundo com seus cristais. Era ametista, quartzo rosa, verde etc. Era uma variedade... e cada pedra uma função, vamos dizer assim.
Essa moça também fez parte da nossa Companhia de... teatro? Tá bom não era lá uma companhia de teatro. Era um grupo de empolgados querendo se divertir com o aval da escola. E nós conseguíamos! "Casa do Monstros" esse era o nosso evento... era o que faziámos nas festas do Castellões. Um barato! Tenho muuuuita saudade desta fase! A Casa dos Monstros merece um post á parte.
Voltemos a moça... que tinha personalidade forte! E um dia por causa de uma das bobagens do nosso "evento" nós quebramos o pau pelo telefone, haha! Acho que os dois ficaram com vontade de desligar na cara do outro mas... ficamos firmes! Acho que é nessas horas que crescemos. Em vez de uma atitude infantil ficamos na linha ainda que não quisessemos, rs!
Depois foi tudo resolvido e não sobrou mágoa alguma foi só uma discussão calorosa! Agradeço aqui a gentileza de emprestar sua casa para nossas reuniões ou festinhas, viu!?

Histórinha...
Corre, vai chover!

Corre Ana... Ana corre pra lá e pra cá. Tem que entregar um relatório... pra reunião!!! La vai Ana correndo pelos corredores. Senta, se desculpa e quase morre afogada com o copo d'àgua! É salva por Jeremias, o rapaz da manuntenção. O celular vibra e ela quase morre de susto! A mensagem diz: "O PRAZO ESTA SE ESGONTANDO!" Pede licença tem que "acabar com um incêndio..."
Correndo contra o tempo Ana faz algumas ligações... Então começa a negociar com um cliente. Deu certo! Ela sorri mas não por muito tempo, falta o relatório. Corre para o computador que trava! São 16:00 hs... o tempo acabou! É convocada para estar na sala do diretor.
Desculpas são muito pouco para o que aquele homem gostaria de ouvir. Esta rebaixada! Assim como conseguiu chegar a trabalhar no décimo primeiro andar agora voltaria pra o sexto. "Curto e grosso!"... Foi assim que ela definiu aquele ser.
Estava arrasada. Num único dia foi testada de diversas formas e perdeu! O que mais faltaria acontecer?
Foi para o bar e pediu uma Tequila dupla!
Depois de algumas horas acorda numa cama totalmente estranha e ouve o seguinte frase ao pé do ouvido: "Será que vai chover? Acho melhor você se apressar..."
Era Jeremias, o rapaz da manuntenção, havia lhe salvado de novo... rs!

2 comentários:

deia disse...

Oi!! Estou precisando muito de um Jeremias, vc poderia apresentá-lo rsrsrss...Novamente amei!!
Beijossssss
Andréia Heringer

deia disse...

Vc acredita que não li o que estava em cima?? Muito obrigada pelo nobre espaço hahahahahaaa...
Veja só como é a vida, não me lembro dessa briga!!
Tenho muitas, muitas saudades dessa época, é bom recordar o que ficou...
Gostaria muito de continuar marcando as festinhas em casa, mas por enquanto não dá, sabe como é né, o tempo passa e nossa casa não fica "mais nossa" e sim dos nossos pais...Em breve terei a minha casa e faremos muitos churras e com certeza dessa vez não irei furar!hehehhe (inclusive já te falei dos motivos).
Os cristais não tenho mais, mas a mágica exotérica continua comigo, viva, forte e em alguns momentos nostálgica!
Beijos no coração, grande amigo da adolescência e de hj